Equipe do Palmeiras retorna do Uruguai em voo carbono neutro

Guilherme Dotto
Foto: Edu Viana / GOL

No início do último domingo (28), a GOL Linhas Aéreas, companhia que transportou a equipe do Palmeiras para a final da Copa Libertadores da América, que ocorreu no sábado (27), também trouxe o time de volta ao Brasil em voo “carbono neutro”.

Esta iniciativa é fruto do compromisso da empresa junto a climatech MOSS, com a preservação do espaço aéreo onde atua e do meio ambiente, e em linha com o empenho da GOL em se tornar uma referência em aviação sustentável no país.

Continua após a publicidade

Assim como no voo G39920 na quarta-feira (24), que levou a delegação palmeirense a partir de Guarulhos (GRU) a Montevidéu (MD), o comandante da volta, que cumpriu o voo G39990, também foi o palmeirense Antonio Carvalho, da companhia.

Na quarta-feira, Antonio entregou ao presidente do clube paulista, Maurício Galiotte, um certificado de que os voos de ida e volta foram 100% compensados. O comandante também esteve à frente da aeronave que levou o time para a grande final de 2020, no Rio de Janeiro e agora foi o responsável pelas duas rotas de ida e volta entre Brasil e Uruguai.

A delegação do Palmeiras, campeã da Libertadores no último sábado (27), desembarcou em festa no início do último domingo no aeroporto de Guarulhos (GRU).

A aeronave responsável pelo transporte de toda a equipe, o Boeing 737-800 de matrícula PR-GUY, também recebeu uma adesivagem especial com o brasão do Palmeiras.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe um comentário