Veja como foi o Voo Rosa, que deu início as ações do Outubro Rosa

Guilherme Dotto
Últimos posts por Guilherme Dotto (exibir todos)

Na última segunda-feira (4), abrindo as ações em prol do mês conhecido como Outubro Rosa, onde a conscientização contra o câncer de mama é o principal lema, a Azul Linhas Aéreas realizou o Voo Rosa, que partiu de Campinas e teve Campo Grande, no Mato Grosso do Sul como destino.

Há 11 anos, a companhia abraçou a causa de prevenção ao câncer de mama e fez dessa a sua principal causa social, transportando mulheres em tratamento e também promovendo a conscientização sobre a doença através de campanhas internas, externas e, até, a bordo.

Continua após a publicidade

Embarque

No Aeroporto Internacional de Viracopos (VCP), principal centro de conexões da companhia, o embarque do voo AD4877 teve início por volta das 12:35, e foi realizado por meio do tradicional Tapete Azul, que ao longo do mês também será rosa. No portão C04, balões cor de rosa também decoravam o embarque.

Aeronave

O Embraer 195-E2 de matrícula PS-AEA, uma das aeronaves que estampa o apoio a uma nobre causa na fuselagem, foi o escolhido para realizar o importante voo. O mesmo foi comandado e tripulado somente por mulheres, ambas vestidas com o uniforme rosa da companhia.

Após o embarque e fechamento de portas, o pushback foi iniciado. O longo táxi até a cabeceira 33 de Viracopos teve início às 13:21, e após 10 minutos, decolamos rumo a Campo Grande.

Durante o voo, que durou cerca de 01h20, Jason Ward, vice-presidente de Pessoas e Clientes da Azul, a gerente do Hospital de Amor, Gabriela e Cléo, uma vitoriosa da Azul, falaram um pouco sobre o tema, ressaltando a importância dos exames preventivos contra a doença.

Junto ao lema “Quem se cuida, voa mais longe”, destacaram também que com exames de rotina, as chances da detecção precoce de uma das doenças que mais acomete mulheres no mundo e no Brasil aumentam. Em nosso país, cerca de 60 mil mulheres recebem o diagnóstico para a doença, por ano, segundo dados do Ministério da Saúde.

Desde 2017 a Azul é parceira do Hospital do Amor, e transporta gratuitamente as mulheres que estão em fase de tratamento do câncer de mama. O projeto já beneficiou muitas mulheres com doação de passagens para que elas, sempre junto de seus acompanhantes, possam deslocar para realizar as cirurgias e procedimentos com mais conforto e rapidez.

As famosas balinhas de avião entregues pela Azul antes da pandemia foram entregues no final do voo, e também não ficaram de fora da cor rosa.

Após o pouso na capital sul-mato-grossense, toda a tripulação, executivos da Azul e pacientes do Hospital do Amor pararam para a realização de fotos dentro e ao lado da aeronave cor de rosa.

Hospital do Amor de Campo Grande

Após o desembarque, fomos até o Hospital do Amor de Campo Grande, onde foi nos mostrado toda a instalação, suporte que pode ser dado aos pacientes desde quando chegam, a tecnologia ali presente e a excelência na realização dos exames preventivos ou já com a doença detectada.

O instituto conta com uma unidade fixa e uma unidade móvel de prevenção, onde são realizados exames de mamografia e Papanicolaou.

Além disso, foi realizada também uma palestra com as doutoras Lígia e Ruth, que contaram um pouco mais sobre o Hospital. Pacientes que estão no tratamento contra o Câncer de Mama também disseram um pouco como é a experiência na unidade, um momento bem emocionante.

Agradecemos a Azul pela oportunidade de podermos estar presentes nesta importante campanha deste mês de conscientização contra o câncer de mama.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe um comentário