Sob Fogo Inimigo!

Texto e fotos por Marcos Junglas

Acompanhe conosco uma atividade prática de Atendimento Pré-Hospitalar Tático realizado durante a EXCON Tápio 2021.

Continua após a publicidade

Uma guerra irregular é marcada por ações de conflito armado direto, emboscadas e ataques os quais resultam em vítimas. Quando existe a necessidade de resgate em um ambiente hostil, a preservação da vida é o objetivo maior. Nesse cenário, militares especializados em Busca e Salvamento utilizando-se de técnicas, táticas e práticas de Atendimento Pré-Hospitalar Tático irão compor a Força de Resgate. 

Ao longo do EXCON Tápio 2021, 47 militares estão realizando o Curso de Atendimento Pré-Hospitalar Tático (APHT), sob a coordenação do Major Médico Pascale. O curso foi dividido em duas fases: a primeira fase composta por aulas EAD e, a segunda fase composta por aulas teóricas e práticas de modo presencial, sendo realizadas ao longo do Exercício.

No tangente a parte prática, os militares deparam-se com uma pista de avaliação tática onde, um cenário simula a queda de um helicóptero em área de conflito, tendo a bordo um militar ferido. Equipes de airsoft de Campo Grande foram convidados para compor a força insurgente e atuar de modo a impedir a infiltração e exfiltração dos militares. 

A equipe responsável pelo resgate do militar realiza um briefing momentos antes da missão de resgate alinhando dessa maneira as técnicas e táticas ministradas no curso visando a infiltração na área de conflito. As ações são divididas em três etapas:

Na primeira etapa, os militares realizam a infiltração em ambiente hostil e assumem posições estratégicas. A partir desse momento, o avanço dos militares ocorre com o uso de meios como bombas de fumaça no intuito de reduzir a visibilidade dos insurgentes e maximizar a chegada ao militar ferido. Como ressaltado anteriormente, nesse tipo de ação a prioridade é a vida, logo, o tempo é um fator determinante para o sucesso da missão. A primeira etapa é finalizada quando a equipe de resgate chega ao militar ferido e o prepara para a exfiltração.

A segunda etapa é marcada pela exfiltração do militar ferido e da equipe de resgate sendo essa ação realizada sob fogo inimigo. Um militar em posição estratégica comanda o retorno da equipe a base e outros dois militares conduzem o militar ferido utilizando os meios necessários. Ao chegarem a “base” ou ponto de apoio, os militares agora sob segurança executam os primeiros socorros a vítima.

Nessa etapa do curso, militares médicos informam aos alunos o quadro clínico presente da vítima. São cerca de 12 quadros clínicos abordados podendo ser desde uma simples lesão superficial, passando por fraturas e lesões internas e chegando até um quadro grave de perda de pulso e hemorragias. Nesse momento, os militares em instrução devem realizar as ações necessárias para cada quadro e, posterior preparar a vítima para evacuação aeromédica. 

A Evacuação Aeromédica compreende a terceira e última etapa de uma APHT. Nessa etapa, a vítima é transportada até um helicóptero de apoio e embarcada. Após o embarque, os militares de resgate devem garantir que o militar ferido se encontra com um quadro estável utilizando-se de equipamentos médicos localizados no interior do helicóptero. 

Ao longo da EXCON Tápio 2021, diversas simulações de Evacuação Aeromédica estão sendo executadas com o uso de helicópteros reais no intuito de trazer maior realismo as ações e aprimorar a capacidade dos militares envolvidos no curso do APHT.

Para saber mais sobre o EXCON Tápio 2021, clique abaixo.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe um comentário