Fraport conclui obras de expansão do Aeroporto Internacional de Fortaleza

Foto: Fraport

A partir desta quinta-feira (12), o Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, passa a operar com nova extensão de pista, além de duas novas taxiways e RESAS (do inglês, Runway End Safety Area), uma área simétrica ao longo do prolongamento do eixo da pista de pouso e decolagem e adjacente ao fim da faixa de pista, utilizada primordialmente para reduzir o risco de danos a aeronaves que realizem o toque antes de alcançar a cabeceira ou que ultrapassam acidentalmente o fim da pista de pouso e decolagem.

“As novas áreas de escape e nova extensão de pista são fatores interessante para aeronaves grandes que fazem voos intercontinentais, por exemplo. Elas podem decolar com maior peso e levar mais combustível, tendo assim maior autonomia de voo ou levando mais carga”, comenta Dominik Casanova, gerente de infraestrutura da Fraport Brasil.

Continua após a publicidade

Com o processo de homologação concluído, a pista de Fortaleza passou de 2.545 metros para 2.755m para pouso e decolagem na cabeceira 31. A outra cabeceira (13) também está com 2.755 metros permitidos para decolagens, mas com 2.613 metros para pousos. Para que extensão possa ser utilizada também para pousos, o DECEA (Departamento de Controle do Espaço Aéreo) deverá instalar, ainda neste ano, o novo ILS (equipamento de auxílio para pouso).

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe um comentário