ANAC concede autorização para a Latam Brasil operar o 787-9

Gabriel Benevides

A Latam Brasil avançou em mais um etapa para a aprovação do Boeing 787-9 em suas operações a partir do Brasil. A ANAC publicou hoje (02/08) no Diário Oficial da União (DOU), a Decisão Nº 384, de 29 de 2021, que concede a isenção temporária de cumprimento dos requisitos que tratam os parágrafos 121.291(a), 121.391(a)(4) e 121.391(b) do RBAC nº 121.

A decisão aborda as regras do Regulamento Brasileiro da Aviação Civil (RBAC nº121) para operações de transporte aéreo público com aviões com configuração certificada de assentos para passageiros com mais de 19 assentos ou capacidade máxima de carga paga acima de 3.400 kg, mais especificamente, sobre os critérios de Demonstração de procedimento para evacuação em emergência (121.291) e da regulamentação sobre os requisitos das operações com Comissários de voo (121.391).

Continua após a publicidade

Com a decisão, a Latam Airlines Brasil (TAM LINHAS AÉREAS S.A.) passa a poder operar o Boeing 787-9 com configuração de assentos para até 304 passageiros, empregando 6 comissários de bordo, mas com limitação máxima de 300 passageiros a bordo. As condicionantes da decisão se aplicam igualmente às aeronaves de matrícula brasileira e às aeronaves de matrícula estrangeira, quando operadas em regime de intercâmbio. 

Contudo, para que a Latam possa efetivar a operação da aeronave em operações sob o RBAC nº121, a companhia ficará condicionada à conclusão do processo de certificação para inclusão do modelo de aeronave nas Especificações Operativas do Operador, o que significa que o 787-9 poderá aparecer em algumas capitais brasileiras nas próximas semanas para realizar este procedimento. 

Vale ressaltar que esta autorização será válida até 31 de dezembro de 2022 e a Decisão entra em vigor a partir de hoje (02/08), data de sua publicação.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe um comentário