Latam se prepara para operar o Boeing 787 a partir do Brasil já em setembro

Gabriel Benevides

Apesar de ter se desfeito da sua frota do A350 para operações de longo curso, a Latam Brasil está realizando as primeiras movimentações para o seu substituto: trata-se do Boeing 787-9 Dreamliner da filial chilena em desuso por conta da baixa demanda e restrições de fronteiras por conta da pandemia do coronavírus. 

O primeiro passo que está andamento é o da certificação junto à ANAC para a operação do 787 Dreamliner, processo que está ocorrendo no Chile via simulador da CAE. Há inclusive, a previsão para o recebimento da primeira aeronave durante o mês de agosto, quando o primeiro 787-9 chegará ao Brasil e realizará os trâmites de importação vigentes, com a possibilidade desta aeronave mudar a sua matrícula chilena para uma matrícula brasileira. 

Continua após a publicidade

Além do primeiro 787-9, há também a previsão da chegada de mais três aeronaves para compor a frota da filial brasileira, entretanto, estas aeronaves poderão manter as matrículas chilenas, já que a ANAC e o DGAC (Dirección General de Aeronáutica Civil) possuem um acordo que permite a operação de aviões de matrícula estrangeira no Brasil de um mesmo operador aéreo, desde que os pilotos sejam brasileiros. 

Após a regulamentação, haverá um período para a adaptação e treinamento para demais membros da tripulação e comissários de bordo. Historicamente, a Latam Brasil durante esse processo utiliza os novos equipamentos em rotas domésticas, como Guarulhos-Manaus, por exemplo, relembrando que esta foi a primeira rota operacional regular de passageiros do A350.

Caso a previsão se confirme e o cronograma de certificação ocorra conforme o planejado, já teremos o Dreamliner operando regularmente a partir de setembro, para então posteriormente a Latam Brasil colocar em prática o seu uso em rotas internacionais para a Europa e os Estados Unidos e quem sabe, a inédita rota até Tel Aviv.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe um comentário