Boeing cria fundo para indenizar familiares de vítimas de acidentes

Recentemente, a fabricante de aviões norte-americana Boeing criou um fundo de $500 milhões de dólares para indenizar os familiares das vítimas dos acidentes com jatos 737 MAX. Ao todo, 346 pessoas morreram a bordo dos voos da Lion Air e da Ethiopian Airlines. 

Com isso, cada família das 346 vítimas receberá cerca de US$ 1,45 milhão, de acordo com os administradores. O fundo de compensação é parte de um acordo de US $ 2,5 bilhões feito entre o Departamento de Justiça dos Estados Unidos e a Boeing em janeiro. O dinheiro será pago em uma base contínua conforme os formulários de reivindicação são enviados e preenchidos. As famílias têm até 15 de outubro para preencher os formulários de reclamação.

Continua após a publicidade

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

Após a queda de dois jatos Boeing 737 MAX 8, um da companhia indonésia Lion Air em 29 outubro de 2018 e da etíope Ethiopian Airlines em 10 de março de 2019, a fabricante foi julgada por fraude na certificação do modelo. Após os ocorridos, todas as aeronaves do modelo no mundo foram aterradas, permanecendo fora de operação por quase 2 anos.

Ademais, o acordo permitiu a Boeing evitar processos criminais, entretanto, isso não afeta os processos civis pendentes movidos por parentes.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta