Azul divulga plano de expansão na região Amazônica

A Azul anunciou nesta quinta-feira, 10, o maior plano de expansão regional da história da aviação brasileira no estado do Amazonas. Em parceria com os governos local e federal, a empresa planeja adicionar à sua malha aérea oito novos destinos no estado ainda no segundo semestre deste ano.

Com isso, as novas operações terão como destinos as cidades de Barcelos, Apuí, Eirunepé, Itacoatiara, Humaitá, Borba e Novo Aripuanã, acontecendo após a conclusão dos investimentos em infraestrutura aeroportuária. O anúncio foi feito na manhã de hoje em Manaus e Brasília, durante um encontro entre representantes da empresa, o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, o Ministro do Turismo, Gilson Machado, e parlamentares da bancada amazonense.

Continua após a publicidade

São Gabriel da Cachoeira, cidade que a Azul havia anunciado interesse em operar, já tem data para receber voos da companhia. Os voos com destino à Manaus serão cumpridos três vezes por semana com as aeronaves Embraer 195-E1, que comportam até 118 passageiros, a partir do dia 03 de agosto. Além disso, a cidade de Parintins, que já conta com operações da Azul Conecta, passará a ter operações com os aviões da Embraer a partir do dia 02 de agosto.

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de Aviação!

Coari, Lábrea e Maués, outros destinos atendidos que despertam o interesse da Azul Conecta, empresa sub-regional da Azul, terão suas operações implementadas conectando Manaus até outubro, e a expectativa da empresa é oferecer melhores opções de horários e conectividade para esses voos.

“Nosso acordo com o governo do Amazonas e a administração federal permitirá que, pela primeira vez em sua história mais recente, o Amazonas tenha uma grande quantidade de cidades servidas por uma companhia aérea de expressão nacional e internacional. Vamos utilizar todos os modelos de aviões de nossa frota, baseando tripulação, aeronaves e manutenção em Manaus, garantido assim perenidade e regularidade às operações”, diz John Rodgerson, presidente da Azul.

Ademais, com os novos destinos e a reativação de cidades, a Azul terá no Amazonas uma operação robusta e complexa, utilizando todos os tipos de aeronaves da frota, de nove a até 300 assentos, operando cerca de 27 voos diários a partir de Manaus e atendendo 23 destinos diretos desde a capital amazonense.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta