Porto Alegre registra crescimento na movimentação cargueira

O ano de 2020 foi desafiador para todos os setores econômicos, inclusive para a aviação. Subitamente, a demanda aérea de passageiros evaporou, fazendo com que companhias aéreas precisassem estocar aeronaves, cancelar rotas e demitir funcionários.

Apesar disso, o setor de carga aérea ganhou espaço mesmo com a pandemia, sendo a “salvação” de muitas empresas. Ao longo do último ano, diversas companhias aéreas retiraram as poltronas de seus aviões e passaram a operar voos exclusivamente cargueiros, como forma de incrementar receita.

Continua após a publicidade

Nesse sentido, ao longo de março, o Terminal de Cargas de Porto Alegre (POA), administrado pela Fraport Brasil, registrou expressivo aumento no volume de movimentação de cargas internacionais. Ao longo desse período, foram movimentadas mais de 1,1 mil toneladas em mercadorias, maior volume desde novembro de 2019.

Além disso, no mesmo período, a importação conquistou seu segundo melhor resultado histórico, com 609 toneladas. Por sua vez, as importações atingiram sua maior marca desde o início das operações da Fraport em Porto Alegre: 2.984 processos, um recorde para a Empresa.

Dentre os segmentos que utilizam a estrutura do complexo, o automotivo, o de ferramentas e o médico hospitalar foram os que mais importaram produtos. Por sua vez, as indústrias de couro e de máquinas e equipamentos foram líderes de exportação.

Além disso, a concessionária está construindo um novo Terminal de Cargas Internacional. Dessa forma, e com inauguração prevista para o segundo semestre deste ano, o complexo logístico terá capacidade de processamento quase três vezes maior que a atual, em uma área de 10.559 m².

O novo TECA oferecerá também amplos espaços para escritórios locáveis, salas de reuniões e treinamentos. Além disso, serão 587 vagas de estacionamento, 17 docas, 10 espaços caminhões, 300 m² para mercadorias perigosas e 400 m² de para cargas climatizadas.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta