Novo procedimento de embarque 100% digital é testado em Confins

CNF ao vivo – Os passageiros que passaram nesta sexta-feira (28) pelo Aeroporto Internacional de Confins puderam testar o Embarque + Seguro, projeto desenvolvido pelo Governo Federal que tem como objetivo tornar mais eficiente, ágil e seguro o processo de embarque nos aeroportos. Através do reconhecimento facial do passageiro, a solução biométrica dispensa o uso de bilhete aéreo e de documento de identificação do cidadão.

De acordo com a BH Airport, concessionária do principal aeroporto de Minas Gerais, clientes que embarcariam em voos da Azul foram convidados para experimentar a tecnologia. No momento do check-in, cada passageiro recebeu em seu celular uma mensagem solicitando autorização para o registro de uma foto. Com o consentimento, o atendente da companhia aérea realizou a validação biométrica do passageiro, comparando os dados e a foto, tirada na hora, com as bases governamentais.

Continua após a publicidade

Após a validação, o passageiro torna-se apto a ingressar na sala de embarque e na aeronave passando pelos pontos de controle biométricos, que fazem a identificação por meio de câmeras, sem a necessidade de apresentar documento e cartão de embarque.

A iniciativa faz parte do Programa de Transformação Digital do Governo Federal e é coordenada pela Subsecretaria de Gestão Estratégica, Tecnologia e Inovação (SGETI), da Secretaria Executiva no MInfra. O Embarque + Seguro vem passando por testes desde o ano passado, já tendo sido avaliado em diferentes fases nos aeroportos de Florianópolis, Salvador e Santos Dumont. Após a aprovação do projeto-piloto, o Governo Federal avançará com as ações para implantação efetiva da tecnologia nos principais aeroportos do país.

“Caminhamos para um embarque biométrico totalmente seguro em todos os aeroportos do país, eliminando por completo a necessidade de se apresentar qualquer tipo de documentação. Além disso, espera-se aumento na segurança aeroportuária. Com o reconhecimento facial, teremos uma identificação precisa dos passageiros. Os usuários, por sua vez, têm a garantia de proteção total a seus dados, pois a iniciativa atende a todos os preceitos da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)”, destaca Marcelo Sampaio, Secretário Executivo do Ministerio da Infraestrutura.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe um comentário