King Air 260 e King Air 360/360ER recebem certificação da ANAC

Foto: Textron

A Textron Aviation, uma das maiores fabricantes de aeronaves executivas do mundo, anunciou nesta quarta-feira (28) que suas novas aeronaves King Air 260 e King Air 360/360ER receberam a certificação da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil). Com isso, a Textron espera entregar as primeiras aeronaves para clientes brasileiros ainda neste trimestre.

“A versatilidade operacional do Beechcraft King Air é a chave para o sucesso de vendas no Brasil e no mundo. A aeronave pode operar em diversos tipos de ambientes, desde grandes aeroportos até pequenas e despreparadas pistas, por isso essas aeronaves são tão populares na América Latina”, disse Marcelo Moreira, vice-presidente de vendas da América Latina da Textron Aviation.

Continua após a publicidade

Segundo a TAM Aviação Executiva, empresa representante da Textron no país, aponta que o Brasil é o segundo maior mercado da linha King Air, atrás apenas dos Estados Unidos, com uma frota ativa de mais de 500 máquinas e que tanto o King Air 360 quanto o King Air 260 já despertam o interesse dos clientes.

“Os King Air representam 48% das nossas vendas entre aviões novos e usados, por serem essenciais, sobretudo para o setor de agronegócio, devido a sua capacidade de transportar muita carga, versatilidade e o fato de decolar e pousar em pistas curtas e não pavimentadas”, revela Leonardo Fiuza, presidente da TAM Aviação Executiva.

As aeronaves oferecem os mais recentes avanços tecnológicos na cabine, além de proporcionar conforto adicional à experiência do passageiro. Um dos principais recursos do novo King Air é a presença do autothrottle, um sistema acionado pelo piloto da aeronave que dosa a potência para uma velocidade pré-selecionada, atuando nos manetes de potência de forma automática.

Outro novo recurso implementado nas aeronaves é o controle digital da pressurização. Com isso, a pressurização da cabine durante a subida e descida é feita de forma automática, reduzindo a carga de trabalho do piloto e aumentando o conforto do passageiro.

Com capacidade para até nove pessoas, um alcance máximo de 1.720 milhas náuticas (3.185 km) e uma velocidade máxima de cruzeiro de 310 ktas (574km/h), o King Air 260 está avaliado em 6,7 milhões de dólares. Já o modelo 360 pode levar até 11 passageiros e possui um alcance de 1,806 milhas náuticas, custando cerca de 7,9 milhões de dólares, enquanto o modelo ER (Extended Range) pode levar até 15 passageiros e tem um alcance de 2,692 milhas náuticas, custando aproximadamente 8,7 milhões de dólares.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta