Emirates e Etihad suspendem voos para a Índia

A pandemia, além de diminuir o fluxo de pessoas viajando, também diminui consideravelmente a previsibilidade à longo prazo. Dessa forma, tornou-se comum que companhias aéreas alterem constantemente as programações de voo.

Nesse sentido, após o crescimento exponencial do número de casos na Índia, as companhias aéreas Emirates e Etihad suspenderam os voos para o país. Em comunicado, a Emirates anunciou: “A partir de 24 de abril, e pelos próximos 10 dias, os voos da Emirates para a Índia serão suspensos. Além disso, os passageiros que transitaram pela Índia nos últimos 14 dias não serão aceitos nos Emirados Árabes Unidos.”

Continua após a publicidade
Esteja Informado: Clique Aqui e leia mais notícias de Aviação!

A decisão é resultado do descontrole da pandemia no país, que vem registrando mais de 300 mil novos casos por dia. Além da suspensão das companhia aéreas árabes, o Reino Unido também proibiu voos diretos para a Índia, pelo mesmo motivo citado acima.

Enquanto isso, em destinos onde a pandemia está controlada, é possível incrementar a oferta. A Emirates também serve de exemplo, voltando a operar o gigante Airbus A380 para Nova York (JFK) já a partir de Junho, correspondendo ao crescimento da demanda no país.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe um comentário