Boeing comunica empresas aéreas sobre possível problema elétrico do 737 MAX

Foto: Boeing

A Boeing emitiu nesta sexta-feira (9) um comunicado às operadoras do 737 MAX sobre um possível problema no sistema elétrico de aeronaves específicas.

De acordo com a fabricante, foi recomendado que 16 companhias aéreas retirassem o jato norte-americano de operação até que o problema fosse identificado e sanado.

Continua após a publicidade

A Boeing afirmou estar trabalhando em conjunto com a Federal Aviation Administration (FAA) para minimizar o impacto nas operações das empresas que utilizam o 737 MAX.

De acordo com o portal npr, a American Airlines parou 17 aeronaves para averiguação. Já a Southwest, companhia low-cost norte-americana, retirou de operação 30 jatos, enquanto a United Airlines parou 16 737 MAX.

No Brasil, a GOL teve apenas uma aeronave afetada, segundo nota da companhia. Trata-se do PR-XMM, um 737 MAX 8 entregue em janeiro de 2021 para a companhia brasileira. A aeronave foi prontamente retirada de serviço e encontra-se no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe um comentário