Delta vai aumentar número de voos isentos de quarentena

A pandemia mudou a tradicional maneira de viajar em um curto período de tempo. Até que a vacinação global abranja uma grande parcela da população, diversas restrições continuarão sendo impostas, principalmente em voos internacionais.

Dessa forma, em Dezembro a Delta iniciou uma parceria com o Aeroporto de Roma, em caráter experimental. Esse acordo buscou oferecer uma opção mais conveniente aos passageiros que precisam ir a Itália. Através da implementação de protocolos rígidos de segurança, os passageiros que embarcaram no voo entre Atlanta (ATL) e Roma (FCO) a partir de 19/12 ficaram isentos da quarentena obrigatória na Itália.

Continua após a publicidade

Devido ao sucesso do voo, a Delta ampliará o número de frequências. A partir de 01/04, os voos partirão de Nova York (JFK) para Roma (FCO) e também para Milão (MXP), com algumas frequências semanais. Os voos passarão a ser diários nos meses seguintes.

Esteja Informado: Clique Aqui e leia mais notícias de Aviação!

A liberação para embarque sem quarentena se dá através da obrigatoriedade de testagem antes do voo, além da garantia de distanciamento social dentro da aeronave. Com essas medidas, somadas ao higiene e utilização de máscara, a probabilidade de contágio dentro da aeronave é reduzida para uma em um milhão.

Ademais, os passageiros que desejarem embarcar terão que:

  • Testar negativo em teste PCR feito 72h antes do embarque
  • Resultado negativo em teste rápido antes do embarque
  • Teste rápido negativo no desembarque

“Um ano depois que as viagens aéreas estagnaram à níveis nunca antes vistos, esses voos sem quarentena fornecem um verdadeiro impulso para a indústria. Estamos começando a ver mais programas globais de vacinação, mas até que se tornem mais difundidos, voos como este podem ajudar a manter nossos clientes e tripulação mais seguros.”, disse Alain Bellemare, vice-presidente executivo da Delta.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta