Aeroporto de Salvador reutiliza água do sistema de refrigeração

A preocupação ambiental é crescente na aviação. O setor é um dos principais colaboradores para a emissão de CO2, um dos gases que agravam o efeito estufa, o que instiga uma mudança de como a indústria se relaciona com o meio-ambiente.

Nesse sentido, a Salvador Airport é um dos principais exemplos a serem seguidos no Brasil. A administradora busca sempre novas maneiras de reduzir o impacto ambiental causado, seja através da instalação de painéis solares ou o reaproveitamento de água.

Continua após a publicidade

Dessa forma, com a renovação do sistema de ar condicionado, foi instalada uma estrutura que permite a captação e reuso da água que seria descartada. Graças à isso, em um ano serão reaproveitados 15.768 m³ desse recurso natural.

Esteja Informado: Clique Aqui e leia mais notícias de Aviação!

A água reaproveitada é aquela usada dentro das vinte máquinas de ar-condicionado para resfriar o ar extraído do ambiente. Após ser capturada e armazenada em tanques com capacidade de 5.400L cada, ela é canalizada ao abastecimento das torres de resfriamento do Aeroporto. Assim, a água que seria descartada é reinserida no sistema.

Segundo a Salvador Airport, até 2030 a utilização de água no aeroporto será reduzida pela metade. Ademais, Salvador (SSA) foi o primeiro aeroporto do Brasil a não dispensar efluentes em corpos hídricos. Atualmente, 100% do esgoto gerado no aeroporto é tratado na Estação de Tratamento de Efluentes (ETE) e transformado em água de reuso, utilizada para abastecer os banheiros do terminal de passageiros.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta