Smartwings volta a voar com o 737 MAX

Após quase dois anos sem realizar voos regulares comerciais, no último dia 17 o Boeing 737 MAX finalmente voltou a voar no continente europeu. Desde a suspenção em Março/2019, o novo jato da Boeing estava proibido de voar devido aos dois acidentes consecutivos.

Além disso, no fim de Janeiro a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA), equivalente à ANAC no Brasil, liberou o MAX para retornar às operações. Além das agências europeia e brasileira, a FAA (Estados Unidos), a Transport Canada, a CAA (Reino Unido) e algumas agências africanas também já deram luz verde para os voo com a aeronave.

Continua após a publicidade

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de Aviação!

Dessa maneira, a Smartwings retorna hoje a voar com os seus 737 MAX. A companhia aérea tcheca pretende operar gradualmente todas as suas sete unidades do jato. A primeira delas a voltar, registrado como OK-SWE, realizou voo de testes ontem (24) em Praga (PRG).

Ademais, o retorno foi realizado na rota entre a cidade tcheca e Málaga (AGP), na Espanha. Segundo a empresa, “A segurança de nossos passageiros e funcionários é nossa maior prioridade. Isso molda cada etapa do caminho para trazer o 737 Max de volta.”

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe um comentário