FAA emite alerta sobre risco de descompressão em aviões Boeing 737 NG e MAX

A Federal Aviation Administration (FAA), autoridade estadunidense de aviação civil, emitiu uma nova diretriz de aeronavegabilidade, dessa vez voltada para as aeronaves da família Boeing 737 NG e MAX.

Após relatos, de rachaduras no encaixe do batente da porta de entrada dianteira, depois de investigar vários relatórios, a FAA identificou que “a espessura da parede subdimensionada da alça tornou-a passível a rachaduras por fadiga”.

Continua após a publicidade

Em consequência ao que foi averiguado, poderia se resultar na porta dianteira da aeronave ser incapaz de sustentar a carga limite, podendo provocar uma descompressão rápida da cabine. 

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

Com isso, a FAA solicitou aos operadores do modelo que identificassem o conjunto de encaixe de parada instalado em suas aeronaves e, se caso as peças apresentassem defeito, imediatamente sejam substituídas. Um conjunto de encaixe recém-projetado, melhorou a espessura e a resistência da parede da peça.

Ademais, a nova diretriz de aeronavegabilidade, efetiva em 29 de março de 2021, afeta 1075 aviões Boeing 737 NG e MAX registrados nos Estados Unidos, em diversas companhias aéreas.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta