FAA determina inspeção em mais de 200 Dreamliners

Após alguns incidentes reportados, a FAA está próxima de publicar uma nova Diretriz de Aeronavegabilidade, que obriga a inspeção de 222 Boeing 787 Dreamliners. Dentre essas mais de 200 aeronaves, estão incluídas todas as variações do jato: 787-8, 787-9, e 787-10.

Dessa forma, todas essas aeronaves terão as portas de porão verificadas como possível causa de descompressão. Os operadores terão que conferir se existem paineis soltos ou rasgados, e caso algo seja encontrado, a substituição se faz necessária.

Continua após a publicidade

Além disso, cada verificação gera um custo de 56 mil dólares, e deverão ser realizadas até o final de março de 2021. Ademais, passa a ser necessário repeti-la a cada 4 meses.

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

Os problemas de produção obrigaram a Boeing a fazer verificações em suas linha de montagem. Além disso, a cadeia de suprimentos da aeronave também passou por auditoria, o que resultou na entrega de apenas quatro Dreamliners no quarto trimestre de 2020.

“Com base no que sabemos hoje, prevemos que iremos verificar a grande maioria dessas aeronaves durante 2021 e estamos trabalhando com nossos clientes para agilizar o processo.”, comentou Greg Smith, diretor financeiro da Boeing, durante a divulgação dos resultados da empresa em 2020.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta