Emirates planeja utilizar seus Airbus A380 até 2035

Após a pandemia ter mudado a história da aviação comercial mundial, com a aposentadoria precoce dos quadrimotores, diversas companhias decidiram estocar por tempo indeterminado aeronaves como o Boeing 747 e o gigante Airbus A380.

Com isso, logo após reduzir drasticamente de tamanho em 2020, a Emirates já consegue almejar voos mais altos ao longo de 2021 e 2022. Com o início da vacinação em vários países, o mercado aéreo deve se recuperar gradualmente ao longo dos próximos meses.

Continua após a publicidade

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

Para o futuro de longo prazo dos quadrijatos da companhia, é prevista a substituição gradual pelo Boeing 777-9, que após atrasos no projeto, só é esperada para iniciar em 2024. Com isso, a modificação na frota é planejada para ocorrer até meados da próxima década.

Conforme anunciado pelo CEO da Emirates, Tim Clark, durante uma conferência online, a crise mudou pouco a estratégia de frota da companhia aérea, principalmente pelo sucessor do A380 designado estar atrasado.

A Emirates, conta atualmente com 118 jatos Airbus A380, além disso, a fabricante europeia ainda entregará outras cinco unidades. Na Boeing, há 126 777X e 30 787-9 encomendados, além de 50 aeronaves Airbus A350-900.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe um comentário