Boeing perde 118 pedidos do 777X

Guilherme Dotto
Últimos posts por Guilherme Dotto (exibir todos)

Na última segunda-feira (01), a fabricante norte-americana Boeing anunciou que um terço das aeronaves 777X encomendadas não são mais pedidos firmes. Das 350 aeronaves na lista de produção, 118 jatos deixaram de ser encomendas firmes.

Com muitos atrasos na entrega do maior bimotor da atualidade, e por conta da crise vivida todo o mundo, poucas companhias aéreas ainda tem interesse por uma aeronave tão grande.

Continua após a publicidade

Como um dos motivos do atraso em sua entrega, será permitido que a aeronave passe por inspeções mais aprofundadas dasautoridades de aviação civil para a realização de sua certificação.

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

O atraso também possibilitará que a aeronave seja “lançada” em um momento melhor na economia mundial e de melhor aproveitamento das companhias aéreas, já que no atual momento grandes jatos não estão sendo utilizados.

“Atrasos nos programas 737 MAX e 777X resultaram em, e podem continuar resultando em clientes tendo o direito de rescindir pedidos e ou substituir pedidos de outras aeronaves Boeing.”  

respondeu a fabricante Boeing, de acordo com a postagem
Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta