Boeing 737 MAX da Cayman Airways voltará aos céus

Guilherme Dotto
Últimos posts por Guilherme Dotto (exibir todos)

Depois da Autoridade de Aviação Civil das Ilhas Cayman (CAACI) decidir revogar a proibição das operações do Boeing 737 MAX em seu espaço aéreo, a Cayman Airways poderá retomar suas operações com a aeronave.

Com os órgãos reguladores ao redor do mundo recertificando o jato e liberando-o aos voos, o mesmo volta a ganhar força nas companhias aéreas, que ansiosamente aguardam para colocá-los em sua malha de voos novamente.

Continua após a publicidade

Atualmente, a companhia com sede no Aeroporto George Town (GCM) possui uma frota composta por seis aeronaves, sendo dois Boeing 737 MAX 8, de matrículas VP-CIW e VP-CIX, parados desde março de 2019. Uma terceira aeronave se encontra nas instalações da Boeing em Renton (RNT).

“Faremos uma revisão completa dos planos de retorno da companhia aérea ao serviço, incluindo seus programas de treinamento de pilotos e implementação das modificações necessárias na aeronave”

anunciou a Autoridade de Aviação Civil.

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

“A Cayman Airways já concluiu todas as modificações e melhorias necessárias para garantir a operação segura da aeronave e agora estamos no processo de implementação de várias medidas finais, muitas das quais estão acima e além dos requisitos prescritos.”

disse Fabian Whorms, CEO e presidente da Cayman Airways.
Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta