Após ser pressionado pelos EUA, Israel abrirá fronteiras para companhias estrangeiras

Após ser pressionado pelos Estados Unidos, Israel concordou em abrir suas fronteiras para companhias aéreas estrangeiras. A decisão vem depois do Departamento de Transportes Estadunidense alegar um tratamento injusto com as empresas do país.

Enquanto isso, as companhias aéreas dos EUA que voam para Israel, como United Airlines e Delta Air Lines, só estavam permitidas a realizarem operações cargueiras. Apenas as principais empresas israelenses, EL Al e Israir, estavam permitidas a realizar voos com passageiros.

Continua após a publicidade

Os aeroportos de Israel foram fechados para companhias aéreas estrangeiras em 25 de janeiro de 2021, para controle de novas variantes da Covid-19. O principal aeroporto internacional do país, Ben Gurion (TLV), foi aberto para operações emergenciais de repatriação apenas para as empresas israelenses citadas acima.

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

Resultado de imagem para ben gurion airport

Após uma reunião realizada no último dia 14, o governo israelense anunciou a reabertura do Aeroporto Ben Gurion a partir do próximo sábado, 20. No entanto, só será permitira a entrada de no máximo 2000 pessoas por dia. 

Os viajantes que chegarem em Israel deverão se isolar em hotéis de quarentena escolhidos pelo governo, para observação. Ademais, passageiros já vacinados ou que já tenham se recuperado da doença estarão isentos de realizar o isolamento.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe um comentário