Aeroporto de Porto Velho é o primeiro a registrar crescimento pós-pandemia

Últimos posts por Raphael Magalhães (exibir todos)
Foto: Infraero

A pandemia em 2020 fez com que o movimento de passageiros nos aeroportos evaporasse nos quatro cantos do planeta. Ao longo do segundo semestre do ano, gradualmente a demanda iniciou uma tendência de retomada, focada inicialmente no mercado doméstico.

Dessa maneira, aeroportos e companhias aéreas que dependem do tráfego internacional de passageiros, demoram um pouco mais para retomar à um fluxo próximo do normal. Essa “demora” deve-se principalmente pelas restrições de diversos países ao fluxo migratório de passageiros provenientes de outras nações, que restringem bastante o público autorizado a viajar.

Continua após a publicidade

Por outro lado, aeroportos em que o tráfego de passageiros é majoritariamente doméstico tendem a retomar os níveis pré-pandemia de maneira mais veloz. Dessa forma, Porto Velho (PVH) foi o primeiro aeroporto (Dentre as capitais e/ou aeroportos com voos regulares) a recuperar o movimento de passageiros e registrar crescimento.

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de Aviação!

Em Dezembro/2020, foram transportados 67.289 passageiros no Aeroporto Governador Jorge Teixeira de Oliveira, frente aos 66.335 no mesmo período em 2019. Com isso, os 954 passageiros representaram um acréscimo de 1,43%. Apesar de ainda tímido, o aumento do tráfego de passageiros mostra que mercado aéreo do país se recupera em um bom ritmo.

Em segundo lugar no ranking de recuperação estão Maceió (MCZ) e João Pessoa (JPA), com um saldo negativo de “apenas” 11,2%. No último mês de 2020 passaram respectivamente 175 mil passageiros pelo terminal alagoano e 121 mil no paraibano. Em terceiro lugar, Campinas (VCP) com -11,8%. No total, passaram pela aeroporto paulista 789 mil passageiros, frente aos 895 mil em 2019.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta