Norwegian deve deixar de operar voos transatlânticos

Últimos posts por Raphael Magalhães (exibir todos)

Em meio à um plano de reestruturação, a Norwegian ainda contabiliza os danos causados pelos últimos meses de pandemia. O ano de 2020 não cooperou com o setor aéreo, atingindo em cheio o caixa das empresa com o menor número de pessoas viajando.

Dessa maneira, e para se readequar ao novo cenário, a Norwegian deve reduzir a sua frota de aeronaves. Ademais, para reequilibrar as economia, os voos transatlânticos low cost da empresa deverão ser cancelados, focando a atenção da mesma para as rotas de curta distância.

Continua após a publicidade

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

“Tenho o prazer de apresentar hoje um plano de negócios robusto, que proporcionará um novo começo para a empresa. Ao focar nossa operação em uma rede de curta distância, pretendemos atrair investidores, atender nossos clientes e apoiar a infraestrutura mais ampla e a indústria de viagens na Noruega e nos países nórdicos e na Europa.” disse o CEO da Norwegian, Jacob Schram.

Segundo a Norwegian, ao longo de 2021 serão utilizadas apenas 50 aeronaves de corredor único. No próximo ano, esse número deve chegar a 70 aviões em operação. Nas últimas semanas, a companhia aérea já devolveu sete Boeing 787 Dreamliners para os seus lessores.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta