PIA tem proibição de voar para União Europeia estendida

Com a ocorrência de um acidente em maio e denúncias de falsas licenças de pilotos, a Pakistan International Airlines (PIA) foi proibida pela Agência de Segurança Aérea da União Européia (EASA) de voar e operar em todos os países do bloco econômico e político.

A medida em questão, está em vigor desde o dia 1º de julho de 2020 e é válida por um período de 6 meses. A Pakistan International Airlines teve o direito de recorrer a decisão, porém, sua solicitação foi rejeitada pela autoridade de aviação europeia.

Continua após a publicidade

Sendo assim, no último sábado, a EASA informou à PIA que a proibição de voos para a Europa só seria suspensa após uma auditoria de segurança, fazendo com que o impedimento fosse prorrogado por mais três meses, a contar do próximo dia 31 de dezembro.

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

Contando atualmente com uma frota de 31 aeronaves, a empresa paquistanesa deixou de atender seis destinos por conta da restrição. Por enquanto, na tentativa de amenizar a situação a PIA tem recorrido ao “wet lease”, ou seja, um contrato no qual uma companhia aérea (lessor) disponibiliza o avião com a tripulação completa para a operação de um voo.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta