Azul destaca principais ações e metas alcançadas em 2020

A Azul divulgou em evento online, o Azul Day, nesta quarta-feira (16) sobre as principais ações e metas alcançadas em 2020. O ano, foi de grandes desafios para o setor aéreo em todo o mundo, devido a pandemia.

Em 2020, a Azul realizou a captação de R$1,7 bilhão em debêntures conversíveis, o que permitiu a companhia não aguardar a ajuda do governo federal. Outras ações permitiram a preservação de caixa e capital de giro, como a redução de custos variáveis, ajuste de custos fixos de funcionários e frota. Fazendo portanto, acordos com os principais stakeholders para garantir a sobrevivência da companhia.

Continua após a publicidade

Em 2020 a Azul alcançou marcas histórias, como o título de Melhor Companhia Aérea do Mundo pela Tripadvisor. Assim como também, melhor classe econômica da América Latina e do mundo. Outro ponto importante, foi o acordo de codeshare com a LATAM Brasil, que permite o compartilhamento de voos entre as duas companhias aéreas.

A Azul, que já era conhecida pela sua ampla rede de voos regionais, conseguiu um grande feito. A incorporação da TwoFlex, e transformando na Azul Conecta, subsidiária que possui frota de Cessna Caravans, permitindo que a companhia chegue a destinos do mercado sub-regional. Ajudando portanto, a Azul alcançar cada vez mais a meta de 200 cidades atendidas além de slots no aeroporto de Congonhas e oportunidade de redução do ICMS.

A Azul também inaugurou seu novo hangar em Campinas. Ao todo, o hangar conseguiu entregar 51 serviços de manutenção pesada em 2020, e são esperados 89 em 2021. A estimativa da redução de custo em 2021 está esperada em R$ 77 milhões.

Como pioneira no mundo, a Azul foi a primeira a introduzir o primeiro Embraer E195 cargueiro puro no mundo. Permitindo assim que a companhia ampliasse seus voos cargueiros, através de um novo conceito no transporte de cargas, que não é necessário a conversão total da aeronave. Criando mais oportunidades para o e-commerce como o Mercado Livre.

Através do seu programa de fidelidade, o TudoAzul, a companhia registrou um aumento de adesão de clientes em relação ao ano anterior. Um dos fatores, foi o lançamento dos novos cartões em parceria com a Visa.

Para dezembro, a capacidade doméstica representará mais de 90% da capacidade de dezembro de 2019. Deixando assim, a Azul em posição estratégica no mercado aéreo global na retomada dos voos. Enquanto seus concorrentes diretos, no Brasil representam uma média de 56% da demanda doméstica.

Mais detalhes sobre fatores financeiros podem ser conferidos através do site de relacionamento com investidores da Azul. Clique aqui para acessar o site.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta