Quando o lanche mais famoso do mundo virou o menu principal a bordo dos aviões

Você já imaginou fazer um voo em uma aeronave temática toda padronizada nas cores da rede de fast food mais famosa do mundo? Pois bem, isso foi possível na década de 90. O McDonald’s, atualmente está representado em mais de 100 países e possui mais de 38.000 restaurantes. Mas existia um lugar onde a empresa nunca havia chegado: no céu.

Isso só foi possível, depois de uma parceria da rede de fast food com o operador turístico Hotelplan, que fretou um McDonnell Douglas MD-83. O jato, matrícula HB-IUH, era da extinta companhia aérea Crossair, da Suíça, para atender seus pacotes turísticos. Assim, quem comprava pacotes para viajar para Mediterrâneo, Paris e Vienna com a Hotelplan, poderia ser contemplado com o serviço.

Continua após a publicidade
Foto por md-80.com

A aeronave foi personalizada portanto com as cores e logo da emblemática marca americana. O MD-83 foi pintado de vermelho, tendo a fuselagem estampada com o logotipo do McDonald’s, e a cauda, com os famosos arcos dourados. Por dentro tudo era vermelho: os assentos e o encosto de cabeça.

A bordo do McPlane, como ficou batizado, os passageiros eram servidos com o lanche mais famoso do mundo: o Big Mac. Também eram oferecidos Cheeseburger e McNuggets, apenas as batatas fritas não eram servidas.

Foto por md-80.com

Além do cardápio do McDonald’s, eram oferecidos para as crianças brinquedos, livros de história, jogos e pinturas. Ao chegar ao destino, cada criança recebia das mãos do comandante um certificado de voo após uma breve visita ao cockpit da aeronave.

Na época, a campanha publicitária de levar o lanche mais famoso do mundo as alturas, custou aproximadamente US$ 4 milhões. O McPlane, voou com as cores da rede fast food entre 1996 e 1999.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta