Lufthansa vai enviar 747s para o deserto

Últimos posts por Raphael Magalhães (exibir todos)

Ao longo dos últimos meses, a pandemia alterou drasticamente o planejamento das companhias aéreas. Com tantas mudanças em tão pouco tempo no mercado aéreo, consequências negativas foram inevitáveis, como demissão de funcionários, redução na frota e cancelamento de rotas.

Nesse sentido, e para se adequar à nova realidade, a Lufthansa vai começar a enviar alguns de seus Boeings 747 para o deserto do Mojave, nos Estados Unidos. A primeira unidade a ser levada, registrada como D-ABVP, esteve em serviço até abril deste ano, quando repatriou alemães na Nova Zelândia.

Continua após a publicidade

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

Ademais, a aeronave foi recebida em 1997 e entregue diretamente para a Lufthansa, sendo seu único operador. Da mesma maneira, outras companhias aéreas seguiram o mesmo caminho da alemã e encerraram os voos com o “Jumbo”, como KLM, Qantas e British Airways.

O deserto de Mojave é um dos principais “cemitérios de aeronaves” no mundo. Nessa localidade, aeronaves antigas e fora de uso tem suas peças reaproveitadas e o desmonte realizado. De maneira similar, os Airbus A340 e A380 da Lufthansa foram enviados para estocagem em Teruel, um cemitério de aeronaves situado na Espanha.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta