GOL orienta seus clientes e promove ações de conscientização durante o Novembro Azul

Durante o mês de novembro, a GOL está promovendo ações de conscientização com a prevenção do câncer de próstata, doença que afeta cerca de 3 milhões de pessoas, segundo o Ministério da Saúde.

Em parceria com a Dasa, maior empresa de medicina diagnóstica do Brasil e da América Latina, a companhia aérea estará doando nesta terça-feira (17) 22 exames do tipo PSA (exame de sangue específico para rastreio do câncer). A ação será realizada durante a partida entre Brasil e Uruguai, válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022.

Continua após a publicidade

A cada gol feito pela seleção brasileira, a companhia doará 22 exames. Ainda como parte da ação, a GOL fará speechs nos voos para alertar os clientes nas aeronaves sobre a importância da prevenção.

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

No Twitter, a empresa fará aquecimento para o jogo com enquetes e um bolão do placar. Durante o jogo, a GOL vai subir posts em suas redes sociais, “narrar” os melhores momentos e comemorar junto com os seguidores os gols e exames doados para o Novembro Azul.

“A GOL tem a satisfação de poder apoiar estas campanhas de prevenção como o Outubro Rosa e Novembro Azul. É muito importante que mulheres e homens façam exames periódicos, e quanto mais precoce for o diagnóstico, mais fácil será a cura”, afirma Loraine Ricino, diretora de Marketing, Comunicação Externa, Canais Digitais e Sustentabilidade da GOL.

O câncer de próstata é o tipo mais frequente entre os homens brasileiros e entre os mais velhos – cerca de 6 em cada 10 casos são diagnosticados em pacientes com mais de 65 anos. Dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), mostram que há 68.220 novos casos de câncer de próstata e cerca de 15 mil mortes/ano em decorrência da doença no Brasil, para cada ano do biênio 2018/2019.


Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta