Europa pode liberar Boeing 737 MAX somente em janeiro

Apesar da liberação do Boeing 737 MAX pela autoridade de aviação dos EUA, a FAA, nesta semana, as autoridades dos demais países vem divulgando também sobre suas respectivas recertificações. No Brasil por exemplo, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), já declarou que está nos ajustes finais para liberação.

De acordo com a agência internacional Reuters, a autoridade europeia, EASA, só deve liberar o modelo em janeiro. A EASA espera desenvolver suas análises totalmente independentes, incluindo voos de testes.

Continua após a publicidade

Para Patrick Ky, diretor da EASA, todos os estudos indicam a segurança do retorno do 737 MAX ao serviço com segurança, e que já começaram a colocar em prática. Entretanto, a previsão é que só libere em janeiro para os voos comerciais.

Fazendo assim, que a Europa recertifique o modelo depois do Brasil por exemplo, já que a GOL espera contar com o 737 MAX ainda em dezembro para suas operações. As autoridades do EUA, Canadá, Brasil e Europa, formaram uma cooperação internacional para o retorno seguro do equipamento.

Em outubro, a própria EASA já tinha dado indícios que o retorno do 737 MAX poderia acontecer ainda em novembro (clique aqui para ler). Portanto, companhias como Ryanair e Norwegian, terão que aguardar mais um pouco para poder contar com o retorno do equipamento.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta