ASTA Linhas Aéreas anuncia o lançamento de sua divisão cargueira

Foto: ASTA

A ASTA Linhas Aéreas, companhia regional com base operacional no Mato Grosso, anunciou nesta semana o lançamento de sua divisão cargueira: a ASTA Cargo.

De acordo com a companhia, o principal motivo pela criação de um novo braço de operações é a crescente demanda pelo transporte aéreo de cargas, impulsionada principalmente pelo alto desempenho do e-commerce.

Continua após a publicidade

“Nossa história começou há 25 anos, fundamentada no transporte de cargas, especificamente malotes. Em 2018, passamos a nos dedicar exclusivamente ao transporte de passageiros, incluindo fretamento, com voos regionais partindo da capital Cuiabá para o interior de Mato Grosso, atendendo profissionais do agronegócio, moradores e turistas adeptos da pesca, que é muito forte na região”, destaca o CEO da ASTA, Adalberto Bogsan.

“Mas, assim como muitas empresas precisaram se reinventar este ano, também passamos por este processo e encontramos na origem a solução para os desafios que estávamos enfrentando”, completa.

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

Para estruturar a divisão cargueira, a ASTA contará com a experiência de Moisés de Lima Paes, atuante na área da aviação há mais de 40 anos e que já participou ativamente da estruturação de grandes empresas.

“A proposta é reconstruir o departamento de cargas em uma nova realidade. Com as mudanças trazidas pela pandemia, como a redução de passageiros nos voos e o aumento de compras pela internet, vemos um nicho de mercado muito promissor, afinal, são poucas companhias envolvidas nesta demanda. Se fizermos um comparativo com o mesmo período do ano passado, o volume das operações praticamente dobrou. Estamos no caminho certo”, ressalta Paes.

A frota da companhia é composta por três unidades do Cessna Grand Caravan, aeronave que permite rápida adaptação para transportar encomendas, com a retirada dos assentos, otimizando as operações.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta