Após novas medidas de bloqueio, EasyJet reduzirá operações na Itália

Últimos posts por Calebe Murilo (exibir todos)

Em meio as constantes medidas de bloqueio, impostas pelos países por conta da pandemia, a aviação vem sendo diretamente afetada. Consequentemente, diversas companhias tiveram que se adaptar.

Com isso, a transportadora inglesa de baixo custo Easyjet planeja reduzir suas operações na Itália em três aeroportos: Milão Malpensa (MXP), Veneza Marco Polo (VCE) e Nápoles Capodichino (NAP). Além disso, a frota operante no país será reduzida.

Continua após a publicidade

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

Sendo assim, a EasyJet reduzirá sua frota em 9 aviões, diminuindo o número total de 36 para 27 aeronaves. Paralelo a isso, a companhia ainda enfrenta dificuldades causadas pelas restrições impostas no Reino unido.

A Itália continua sendo um mercado-chave, mas sem uma redução estrutural de custos e apoio ao setor por parte das instituições, a possibilidade de uma recuperação real do setor está excluída.

Disse Lorenzo Lagorio, country manager da EasyJet na Itália.

Ademais, a empresa relatou neste mês uma perda de 1,4 bilhão de euros, até o final de setembro de 2020. A companhia aérea também anunciou que o número de passageiros caiu 50% em comparação ao ano anterior.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta