Novos treinamentos para pilotos de 737 MAX são liberados pela FAA

Guilherme Dotto

Após os testes com o Boeing 737 MAX, a Federal Aviation Administration (FAA) divulgou um relatório base sobre os treinamentos e procedimentos do MAX, já revisados e assim levando o processo de recertificação a um nível à frente.

Neste relatório emitido, há incluído algumas recomendações do Joint Operations Evaluation Board (JOEB), composto pelas autoridades de aviação civil norte americanas, canadenses, brasileiras e da União Europeia.

Continua após a publicidade

Este relatório emitido, deve auxiliar e assessorar os pilotos da mais moderna versão do Boeing 737, a saber responder adequadamente às entradas do MCAS, sistema de Aumento das Características de Manobra.

O MCAS, sistema projetado para empurrar automaticamente o nariz do jato para baixo, fazendo com que a aeronave se estabilize, e o mesmo foi identificado como causador dos acidentes de 2018 e 2019.

Nos protocolos emitidos recentemente, foi descrito que os pilotos devem passar por um novo treinamento no simulador de voo, onde será treinado a ativação e as possíveis falhas do MCAS.

A FAA também confirma que os pilotos devem ser treinados também para situações onde o estabilizador horizontal se move sem ser comandado pelo piloto, treinar os mal funcionamentos do alto ângulo de ataque e também se ambientar ao novo sistema de TRIM.

Comentários públicos relacionados ao relatório do Flight Standardization Board serão aceitos até dia 2 de novembro de 2020. A partir desta data, a autoridade emitirá as recomendações finais de treinamento.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta