LATAM segue em recuperação gradual de voos

Guilherme Dotto
Últimos posts por Guilherme Dotto (exibir todos)

Ao passar dos meses, o Grupo LATAM Airlines continua apresentando recuperação gradual de sua operação de passageiros.

Comparado com setembro de 2019, a companhia operou 20% de sua capacidade, durante o tempo que julho e agosto, operou 9,2% e 13,9% respectivamente.

Continua após a publicidade

Os resultados se dão após a drástica redução de suas operações em abril e maio de 2020, onde operaram 5,7% e 6,7% de seus voos respectivamente.

Relacionando às operações de setembro, (medido em RPK – “passageiros quilômetros transportados”), retrata 16,9% do atingido no mesmo período do ano passado.

Com isso, demandando um fator de ocupação de 69,6% (12,9 pontos percentuais menor que no ano anterior). Em setembro, a LATAM Airlines operou mais frequências de voos em destinos domésticos no Brasil, Chile, Peru e Equador e também retomou a operação doméstica na Colômbia.

Enquanto nos voos internacionais, as novas rotas na América do Sul foram São Paulo (GRU) -Montevidéu (MVD) e Santiago (SCL) -Montevidéu (MVD).

Similarmente, os voos para a América do Norte e Europa também contaram com novas operações. Dois voos semanais de Santiago (SCL) para Los Angeles (LAX) e Nova York (JFK), respectivamente, uma ampliação para três voos por semana de Santiago (SCL) a Madri (MAD), além do voo Guarulhos (GRU)-Nova York (JFK). No Chile, a LATAM voou para 11 destinos, passando de 20 para 35 frequências diárias.

Já em suas operações cargueiras, a ocupação foi de 70,4% em setembro (16,9 pontos percentuais acima do registrado no mesmo período do ano de 2019). A ampliação máxima do uso do Boeing 767-300F foi utilizada pela LATAM Cargo, que além de suas aeronaves cargueiras, utilizou aeronaves configuradas para passageiros, exclusivamente para carga.

Todos os voos realizados pela companhia tem como necessidade o uso de máscara durante toda a viagem, o álcool gel está disponível na cabine e a companhia mantém o serviço de bordo que reduziu a interação entre a tripulação e os passageiros.

Toda a frota possui filtros HEPA, capazes de remover 99,97% das partículas, incluindo vírus e bactérias, devido à renovação do ar a cada 2 ou 3 minutos, garantindo um ambiente permanentemente higienizado.

A LATAM segue reforçando as medidas de segurança e higiene em toda a sua operação, onde segue as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), das autoridades sanitárias dos países onde opera e da Associação Internacional do Transporte Aéreo (IATA).

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta