Conheça qual foi o primeiro helicóptero utilizado para reportagens no Brasil

autor desconhecido

É comum olhar para os céus das grandes cidades brasileiras e nos deparar com os helicópteros que fazem reportagens para emissoras de televisão. Os modelos mais utilizados são Robinson R22, R44, Helibras Esquilo e o Bell 206, que fazem as imagens aéreas para Rede Globo, SBT, TV Record, Rede TV e Band.

No entanto, o primeiro helicóptero de reportagem do Brasil foi o modelo inglês Westland-Sikorsky S-51 Dragonfly. Além disso, foi o primeiro helicóptero no mundo a ser vendido a um utilizador comercial.

Continua após a publicidade

A aeronave, de prefixo PT-HAL, pertencia à TV Record de São Paulo, que na década de 50 era a mais importante emissora de televisão do país.

Essa aeronave foi comprada pela Record em 1959 e serviu àquela emissora durante a década de 1960, até ser vendido para a Ocian – Organização Construtora e Incorporadora Andraus Ltda, que o utilizava para levar clientes e investidores aos seus empreendimentos, como a Cidade Ocian, no município litorâneo de Praia Grande.

Em uma propaganda da época em que ele já pertencia à Ocian, a aeronave aparece pousado no heliponto do antológico e trágico Edifício Andraus que ficava localizado no centro da capital paulista. Ao contrário do que diz a propaganda, aquele não foi o primeiro heliporto da América do Sul, nem mesmo do Brasil, e na verdade ele nem era um heliporto, era um heliponto. Sendo o primeiro heliponto de topo de edifício da América do Sul, e foi fundamental no resgate de vítimas do fatídico incêndio daquele prédio em 1972.

Os Dragonfly S-51 foram os primeiros helicópteros do mundo vendidos para operadores civis. Todos os S-51 que operaram para a Marinha do Brasil e os civis, foram fabricados sob licença da Sikorsky pela Westland, na Inglaterra.

No total foram apenas três S-51 civis operaram no Brasil: o PT-HAK, que originalmente teve o prefixo inglês G-AMHC, o PT-HAL da Record, que originalmente teve o prefixo inglês G-AMHB, e mais um terceiro, cujo prefixo brasileiro não conseguimos descobrir, que originalmente teve o prefixo inglês G-AMHD.

Todas três aeronaves, passaram por outras operadoras na Bélgica, México e Estados Unidos antes de voar para empresas no Brasil. Hoje é possível visitar a única aeronave que restou, justamente o heróico PT-HAL que pertenceu a TV Record e que ajudou no resgate das vítimas do edifício Andraus, a aeronave teve sua aposentadoria merecida no acervo do museu de Bebedouro.

Crédito texto: Helena Dornelles

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta