China Southern volta a ser a maior companhia aérea do mundo

Guilherme Dotto

Com o mercado doméstico inabalado na China, a China Southern assumiu a liderança como a maior companhia aérea do mundo, passando American e Delta.

Aproveitando a baixa no resto do mundo, a empresa aproveitou para reassumiu seu lugar no topo, com seus números se aproximando com os de antes da pandemia.

Continua após a publicidade

Representando apenas uma queda de 10% em sua capacidade pré pandêmica, a China Southern teve uma capacidade programada de 2.580.529 no dia 26 de outubro, o que em janeiro era de 2.877.703.

Por volta do mês de fevereiro, 80% dos voos foram cancelados, já que a indústria de aviação da China diminuiu muito seu tamanho. No entanto, em setembro, o mercado da China se recuperou para os níveis anteriores, enquanto os mercados ao redor do mundo foram de mal a pior.

A companhia pode manter o primeiro lugar num futuro próximo, mas é improvável que permaneca assim, quando houver a recuperação das companhias aéreas dos EUA. Somente a Delta Air Lines, possui em sua frota cerca de 1200 aeronaves, entretanto boa parte está paralisada ainda, principalmente widebodies.

Com aproximadamente 800 aeronaves, a companhia aérea chinesa possui uma frota diversificada, com Boeing 787 Dreamliner, B777 e B737, bem como o superjumbo Airbus A380, A330 e A320.

O seu passe ”Fly Happily” ajudará os números da China Southern, benefício que oferece aos passageiros viagens ilimitadas até 6 de janeiro de 2021, um modo de estimular a recuperação e reestruturar a confiança do público em voar.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta