Azul espera reduzir consumo diário de caixa

Guilherme Dotto

No fim do terceiro trimestre de 2020, a Azul Linhas Aéreas espera ter uma posição melhor que o esperado em seu resultado financeiro. A companhia anunciou corte de gastos, renegociou com suas partes envolvidas e se beneficiou de um aumento na demanda brasileira.

De acordo com a companhia, a posição de liquidez ao final do terceiro trimestre será de R$ 2,3 bilhões, equivalente a mais de US$ 400 milhões. Isso é, um aumento em relação aos R$ 2,25 bilhões que ela esperava inicialmente.

Continua após a publicidade

A companhia aérea previa inicialmente uma queima de caixa diária de aproximadamente R$3,0 milhões, aproximadamente US$ 536 mil. Em nova afirmação, disse que na verdade queimou 2,5 milhões de reais, ou aproximadamente US$ 447,4 mil. Além disso, a Azul afirma que aumentou seu caixa em 1,5 milhão de reais por dia, excluindo indenizações trabalhistas.

Com a crise atual, as companhias aéreas foram forçadas a adiar pagamentos, atrasar entregas, cancelar pedidos, dispensar pessoas, renegociar seus termos com acionistas, empresas de leasing e muito mais.

A Azul fechou acordos com seus locadores sobre novos perfis de pagamento. Esses acordos proporcionaram um alívio de capital de giro equivalente a US$ 583 milhões para a empresa brasileira.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta