ANAC autoriza intercâmbio de aviões chilenos em voos domésticos no Brasil

Em um acordo que poderá beneficiar o Grupo LATAM, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) juntamente com a autoridade aeronáutica chilena, DGAC, passam a permitir o intercâmbio de aeronaves de seus respectivos países. Com o novo acordo, o Grupo LATAM se beneficia com a possibilidade de poder utilizar suas aeronaves no Chile e Brasil de forma mais eficiente.

Na prática, a partir de agora, aeronaves com matrículas registradas no Chile, poderão efetuar voos domésticos no Brasil. O mesmo acontecerá no sentido inverso, aeronaves brasileiras voando no Chile.

Continua após a publicidade

Anteriormente, algumas aeronaves do Chile, eram autorizadas a efetuar voos internacionais da LATAM Brasil. Desde que fossem tripuladas com brasileiros com carteiras convalidadas no país vizinho. O mesmo aconteceu com a matriz chilena, que utilizou alguns Airbus A320 da filial brasileira. Entretanto, com tripulantes chilenos.

De acordo com a ANAC, o novo acordo estava em estudos desde 2017 para dar uma resposta a nova demanda na região sul-americana. Serão elegíveis todas as companhias aéreas brasileiras que são regidas sob o RBAC 121. Entretanto, no comunicado, não deixa claro se será mantida a norma anterior, em permitir apenas tripulantes com carteiras convalidadas.

Com a nova medida, também facilitará para a chilena JetSMART. Que durante a pandemia já declarou que tem interesse na ampliação de seus serviços em países como o Brasil e Peru.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta