Aerolíneas Argentinas alerta sobre as consequências de testes falsos de PCR

Na última semana, foi divulgado pela impensa internacional, que passageiros estariam falsificando testes PCR para conseguir viajar. O teste, utilizado na atual pandemia, está sendo obrigatório para entrada em alguns países.

Com o isolamento rígido praticado na Argentina desde o início da pandemia, a aviação foi gravemente afetada, tendo assim, encerramento das atividades da LATAM Argentina e reduções nas frotas da Flybondi. Entretanto, toda a proteção dada paralisando a aviação no país, fechamento de fronteiras para turistas, não adiantou. E a Argentina vive uma explosão no número de casos da pandemia não tendo a aviação como o vetor contribuinte.

Continua após a publicidade

Portanto, para evitar maiores casos, e com a aviação retornando timidamente, a Aerolíneas Argentinas emitiu um comunicado nas suas redes sociais sobre falsos testes PCR. Caso, o passageiro for identificado portando um teste falso, serão “denunciados penalmente e ingressarão na lista de passageiros indisciplinados, proibindo assim seu embarque a qualquer de nossos voos durante os próximos 5 anos.”

As consequências também serão válidas para os passageiros que apresentarem teste positivo ou burlarem os controles sanitários.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta