A fim de garantir seus voos, Alitalia pede ajuda ao governo italiano

Guilherme Dotto
Últimos posts por Guilherme Dotto (exibir todos)

Na quarta-feira (7), em entrevista ao Reuters, Giuseppe Leogrande proferiu ao Parlamento da Itália, um pedido de que o governo agilizasse o processo de transformação da Alitalia em 100% estatal.

Nesta medida, Leogrande, nomeado pelo governo em dezembro de 2019 como administrador da Alitalia, anunciou que será necessária a intervenção do Estado, para garantir o futuro dos voos da companhia aérea italiana.

Continua após a publicidade

Em seu comunicado, o administrador disse também que o adequado para manter a companhia portuguesa operando seus voos seria o lançamento de uma nova empresa, que controlada totalmente pelo governo, salvaria a maior companhia aérea da Italia e seus ativos.

Em maio de 2020, o governo italiano tentou criar uma nova empresa, porém não obteve sucesso. O planejamento com esta nova empresa seria de assumir o controle total da Alitalia.

Com o plano falho, o governo destinou uma injeção financeira no valor de 3 bilhões de euros, plano que mais uma vez foi por água abaixo por causa da pandemia.

Com os €200 milhões aprovados pela Comissão da União Europeia, aprovado de um subsídio para ressuscitar a companhia aérea e ajudar a aliviar as consequências da pandemia em setembro de 2020, Leongrande teria pedido €150 milhões a mais, dizendo ser necessário para manter a companhia continuar erguida.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta