South African solicita ajuda para continuar voando

Últimos posts por Raphael Magalhães (exibir todos)

A situação da companhia aérea estatal sul africana já era delicada antes da pandemia. Desde 2011 a South African Airways não registra lucro, dependendo de aportes do governo do país para subsidiar toda a sua estrutura e continuar voando.

Entretanto, a pandemia mudou completamente o cenário da aviação mundial nos últimos meses. Dessa forma, a empresa que já estava em situação adversa passou a sofrer ainda mais as consequências dos prejuízos dos últimos anos.

Como resultado disso, e enquanto o futuro da companhia aérea não é decidido, a SAA solicitou mais uma ajuda financeira do governo. No momento, a empresa possui caixa para manter as operações até o fim desta semana, e a ajuda servirá para garantir a continuidade dos poucos voos que operam atualmente.

Segundo uma declaração da própria empresa, “os fundos existentes disponíveis para despesas operacionais estão quase esgotados”. Apesar da incerteza de quanto dinheiro seria necessário no momento, o governo da África do Sul já deu sinal verde para ajudar outra vez a empresa.

Além disso, a Ethiopian Airlines demonstrou interesse em adquirir parte da South African. Em entrevista, o diretor de operações Esayas WoldeMariam afirmou: “Somos capazes e temos interesse em comprá-los. Cooperação africana é sempre boa, tanto para o Acordo de Livre Comércio Continental quanto para o Open Skies da África. Então, se houver uma vaga disponível, definitivamente faremos parte dela.”

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta