LATAM Brasil pode demitir mais 1,2 mil tripulantes

Em meio a atual crise causada pela pandemia, diversas companhias aéreas foram grandemente prejudicadas. Sendo a companhia que mais reduziu seu efetivo no Brasil, a LATAM pode novamente recorrer a demissão em massa.

Conforme noticiado pelo Contato Radar, após uma redução de 2,7 mil em seu efetivo de tripulantes, a LATAM poderia fazer ainda mais demissões. Após rejeição da proposta de acordo coletivo de trabalho (ACT), 2758 tripulantes foram desligados do quadro de funcionários da empresa no início de agosto.

Continua após a publicidade

Na última segunda-feira, 21, a companhia apresentou uma petição ao Tribunal Superior do Trabalho (TST), na tentativa de negociar com seus funcionários uma redução permanente na remuneração. Com isso, caso não haja acordo entre a empresa e seus tripulantes, uma nova demissão em massa pode ocorrer em breve.

Dessa forma, mesmo após não terem chegado a um acordo nas últimas propostas, as negociações foram retomadas para tentar evitar a demissão de mais 1,2 mil funcionários, devido a ausência de recuperação da demanda e menor receita.

De acordo com a LATAM, a última redução de 2758 tripulantes não foi suficiente, pois refletia o excesso de quadro apenas até o mês de junho deste ano.

A companhia garante que caso haja nova adequação no quadro de tripulantes, todos os critérios da convenção coletiva de trabalho (CCT) acordados na última mediação serão respeitados.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

One thought on “LATAM Brasil pode demitir mais 1,2 mil tripulantes

Deixe uma resposta