Investidores querem retorno da PAN AM aos céus

A pandemia está mexendo bastante com o mercado de aviação em todo o mundo. Não só fazendo com que algumas enfrentassem problemas financeiros sérios para a sobrevivência, como o Grupo LATAM, mas tornando investidores mais corajosos.

No Brasil, a possibilidade de duas novas companhias aéreas, a ITA e Nella, vem para aproveitar o momento de preços de leasing de aeronaves atrativos. No Equador, a antiga marca Ecuatoriana, que pertenceu a brasileira VASP, também pode voltar aos céus.

Continua após a publicidade

Entretanto, essa coragem também chegou no Estados Unidos. Em breve, o país poderá contar com uma das mais clássicas que o mundo já viu. A Pan American Airlines, ou simplesmente a PAN AM.

A expectativa dos novos investidores é da criação de um escritório temporário em Miami, na Flórida e um segundo na América do Sul. “Estamos procurando um centro corporativo na América do Sul para nossas instalações. A nova instalação empregará pelo menos 1200 pessoas”.

Os investidores também estão em tratativas com o governo equatoriano para o resgate da TAME que encerrou suas operações. Porém, Colômbia e Costa Rica são outros países com interesses para operações. Se tudo der certo, até o final de novembro a PAN AM já poderá estar retornando, pelo menos de forma administrativa.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta