IATA pede a companhias que se preparem para o transporte de vacinas

A Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA) classificou como maior desafio de transporte de todos os tempos do setor, o futuro programa de distribuição de vacinas, para combater a pandemia.

A agência tem trabalhado com companhias aéreas, aeroportos, agências globais de saúde e farmacêuticas na elaboração de um plano para a distribuição das doses para os cinco continentes do planeta. As estimativas estão entre o final de 2020 a meados de 2021, pois várias vacinas estão em seus estágios finais de teste.

A IATA está pedindo as companhias aéreas que comecem a se preparar para o transporte de bilhões de vacinas ao redor do mundo. O transporte poderá demandar o equivalente a 8 mil Boeings 747 cargueiros, além disso, alguns aviões podem não ser adequados se as vacinas exigirem a faixa de temperatura típica de 2 a 8 graus Celsius para o transporte de medicamentos. 

Conforme também alertado pela associação, a redução da malha aérea e da capacidade das rotas aéreas significa que a vacina pode não chegar a todos. Muitas cidades dependem quase totalmente da carga transportada nos porões dos aviões de passageiros.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta