Boeing identifica novo problema no 787 e pode afetar pelo menos 900 produzidos

Após a agência aeronáutica americana, FAA, declarar que estará acompanhando as produções do 787 Dreamliner devido ao problema identificado pela Boeing na seção traseira do jato, surge um novo problema. Entretanto, invés de da possibilidade de afetar poucas dezenas, corre o risco de impactar pelo menos 900 jatos produzidos.

De acordo com a Boeing, o novo problema está concentrado em outra parte, no estabilizador horizontal. Durante a fabricação, alguns componentes foram fixados com forças maiores do que especificados.

Continua após a publicidade

Problema que, foi identificado pelos engenheiros da fabricante ainda em fevereiro deste ano, tendo inclusive reportados à FAA. Entretanto, somente na semana passada oficiais da agência tomaram conhecimento. A agência americana estará acompanhando as inspeções de pelo menos 900 Dreamliner fabricados.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta