PIA faz licitação em busca de aviões para voar na Europa

Após a ocorrência de um acidente em maio e denúncias de falsas licenças de pilotos, a Pakistan International Airlines (PIA) foi proibida pela Agência de Segurança Aérea da União Européia (EASA) de voar e operar em todos os países da união econômica e política.

A medida está em vigor desde o dia 1º de julho de 2020 e a PIA teve o direito de recorrer a decisão, porém, o recurso foi rejeitado pela EASA. A agência reguladora ainda optou por estender a proibição até pelo menos 31 de dezembro deste ano.

Continua após a publicidade

 A companhia lançou recentemente um procedimento de “licitação” para o fretamento de aeronaves widebody para realização dos voos de e para a União Europeia.

Em seu pedido, a PIA está procurando aeronaves com capacidade para mais de 250 passageiros em uma configuração de duas classes. Além disso, a empresa exige que as aeronaves não tenham sido construídas antes de 2008 e com disponibilidade imediata até março de 2021.

Os operadores em potencial tem até o dia 25 de setembro de 2020 para apresentarem suas ofertas. O chamado “wet lease” é um contrato em que uma companhia aérea (lessor) disponibiliza o avião com a tripulação completa para a operação de um voo.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta