Flight Report: Despedida do 747 da Qantas

Texto e fotos por Brock Little

A Qantas nunca escondeu sua intenção de aposentar o Boeing 747-400. No entanto, o abalo causado pela pandemia resultou na antecipação da retirada da aeronave em aproximadamente cinco meses.

Isso fez muitos se perguntarem se teríamos alguma despedida formal antes de sua aposentadoria, já que o último voo regular foi no final de março, logo após o fechamento das fronteiras internacionais da Austrália.

Continua após a publicidade

Após isso, os sinais de que eles não permaneceriam muito tempo logo se tornaram claros: Quatro aeronaves deixaram a frota da Qantas rumo ao deserto do Mojave em 3 meses. O que acabou deixando o VH-OEJ “Wunala” como o último 747-400 da frota da Qantas.

Dessa forma, no dia 3 de julho a Qantas anunciou que operaria três “vôos de despedida” de uma hora cada, com partida de Sydney, Canberra e Brisbane.

Isso foi feito diante da grande procura de funcionários e clientes que desejavam voar no 747 pela última vez. Após os vôos de despedida, a última aeronave partiria de Sydney às 14h do dia 22 de julho, direto para o deserto de Mojave.

Esse seria realmente um momento histórico para a Austrália e Qantas, considerando que a companhia aérea operou diversas versões do Boeing 747 por quase 50 anos, metade de sua idade.

Aquisição das passagens

Os bilhetes para os voos de despedida foram vendidos por $400AUD (Dólares Australianos) em classe econômica e $747AUD para a classe executiva. A econômica premium foi completamente reservada para os funcionários da Qantas.

Devido às restrições de distanciamento social, todos os assentos do meio foram bloqueados, o fez com que as passagens se esgotassem rapidamente.

Com a passagem comprada, só restava aguardar o momento de decolar nesse voo histórico! Logo após a compra, a Qantas entrou em contato via email para dar direcionamento aos passageiros do voo:

Preparação para o voo

Após se despedir de sua última rota regular de 747 no início de 2019 (BNE-LAX), a emoção para vê-lo nos céus de Brisbane novamente era palpável. Alguns dos passageiros se encontraram para um café ao assistir o pouso da aeronave em traslado procedente de Sydney, realizando o voo QF6160.

Check-In e Embarque

O check-in não foi da maneira tradicional que conhecemos e amamos, a Qantas tinha preparado algo especial para fazer jus ao voo. Recebemos nossos cartões de embarque no Qantas Club, juntamente com uma sacola de presentes e uma recepção diferenciada!

Logo depois, foi feita a última chamada de embarque para um 747 da Qantas em Brisbane. Para atender às normas de distanciamento social, o embarque foi anunciado em grupos de fileiras.

Nesse sentido, as mudanças na forma como a Qantas voa durante a pandemia foram imediatamente notadas. Agora, são distribuídos pacotes “Fly Well” no embarque, contendo uma máscara facial e outros itens destinados a reduzir o risco de transmissão e ansiedade dos passageiros.

O serviço usual de comidas e bebidas agora foi substituído por uma pequena sacola, que incluí tudo o que você precisa durante o voo.

Voo: QF 747

Logo fizemos o pushback e acionamos nossos motores para taxiar sob a saudação dos bombeiros do aeroporto. Ao alinhar na pista 19L, ouvimos os quatro GE CF6s rugirem para decolar e nos levar aos céus.

Nossa rota de voo inicialmente nos levou ao centro de Brisbane, e depois de duas voltas, voamos para a Gold Coast e seguimos de volta ao norte pela Moreton Island.

Durante o voo, recebemos certificado de participação no voo de despedida, bem como um descanso de copo especial. Afinal, essas são definitivamente lembranças históricas para se guardar com muito cuidado.

Após isso, voltamos em direção ao Aeroporto de Brisbane, sobrevoando a nova pista paralela antes de fazer um círculo para pousar suavemente na mesma pista de que partimos.

No desembarque, paramos no Hangar 3, que a Qantas utiliza para a manutenção das frotas do Airbus A330 e Boeing 737. Desembarcamos pela porta traseira da aeronave, em direção ao seu hangar principal.

Logo depois, fomos convidados para uma celebração de despedida junto com a equipe da empresa. Esta foi uma experiência bastante incomum que você nunca teria como um passageiro normal!

Por fim, mais lanches foram distribuídos, cortesia da Qantas, antes que os passageiros embarcassem em um ônibus para levá-los de volta ao terminal doméstico, encerrando oficialmente sua experiência no 747 da Qantas.

A despedida

Em suma, foi uma grande experiência estar envolvido nas celebrações finais deste esplêndido membro da Qantas. Foi ótimo que, mesmo em meio a uma pandemia, a Qantas conseguiu oferecer uma despedida tão grande e especial para esta aeronave tão adorada e icônica.

Diante disso, só me restava aguardar a última decolagem de Brisbane, realizada em voo de traslado de volta para Sydney (SYD), e me despedir desse ícone da aviação com um aperto no coração. Por muito tempo ela reinou!

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta