Embraer divulga resultado financeiro; programa do E175-E2 sofrerá atraso

A Embraer divulgou na manhã desta quarta-feira (05) seu resultado financeiro referente ao segundo trimestre de 2020. A fabricante brasileira reportou um prejuízo de R$1,07 bilhões.

“A liquidez da Companhia permanece sólida e fechou o 2T20 com um caixa de R$ 10,9 bilhões, sendo que grande parte da dívida possui vencimento a partir de 2022.

Os desembolsos dessas novas linhas de financiamento devem ser concluídos no 3T20, reforçando a posição de caixa da Embraer a partir do segundo semestre de 2020, até 2021.”

Programa E175-E2 atrasado

A fabricante também falou sobre o programa E175-E2 que sofrerá atrasos devido a pandemia. A expectativa é que o jato entre em serviço somente 2023.

“Devido às atuais condições de mercado de aviação comercial em todo o mundo, em virtude da pandemia de Covid19, a Embraer confirma que está reprogramando a entrada em operação do jato E175-E2 para 2023. A Embraer manterá o desenvolvimento da aeronave, ainda que de maneira mais prolongada.

A Empresa acredita que assim o E175-E2 estará disponível em um momento mais adequado para entrar em serviço para atender à demanda do mercado pelo jato.

Até lá, a Embraer continua oferecendo o jato E175 de primeira geração de E-Jets, líder de mercado e a mais eficiente e confortável aeronave comercial na categoria de 76 assentos.”

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta