Cubana de Aviación realiza voos cargueiros para China com o Ilyushin 96

Últimos posts por Calebe Murilo (exibir todos)
cubana

Em meio a atual pandemia diversos voos de carga com destino a China foram realizados por diversos países, para obtenção de equipamentos médicos. No Brasil, essas operações cargueiras foram feitas pelas companhias Azul e LATAM.

Recentemente, foram realizados pelos quadrijatos Ilyushin 96-300 da Cubana uma série de seis voos entre Havana e Xangai, com a missão de transportar suprimentos médicos. Na última operação concluída ontem, 16, a aeronave realizou duas escalas antes de chegar na capital cubana, passando por Moscou (VKO), na Rússia e Gander (YQX), no Canadá, de acordo com dados do FlightRadar24.

Os esforços do governo para garantir um fornecimento estável de medicamentos e suprimentos médicos para combater a pandemia continuam. A partir de hoje e com o último voo, foram realizados um total de seis vôos fretados diretos da cidade chinesa de Xangai para a capital cubana.

Disse o diplomata cubano Carlos Miguel Pereira Hernández, em sua conta no Facebook.

A companhia aérea estatal Cubana de Aviación foi fundada em 1929, tendo atualmente 91 anos. Operando com uma frota de 17 aeronaves, essa é a principal empresa que conecta o país norte-americano. No entanto, 11 de suas aeronaves permanecem armazenadas por conta da pandemia.

De acordo com dados do site PlaneSpotters.net, apenas 29 aeronaves Ilyushin 96 foram produzidas, das quais 12 foram destinadas ao Governo da Rússia. O modelo foi utilizado por poucas companhias aéreas, com sua maior operadora sendo a russa Aeroflot. Atualmente, o jato só opera voos comerciais de passageiros na Cubana, que possui quatro unidades do IL-96-300.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta