Crise aeronáutica pode ficar ainda pior na Argentina

Conforme noticiado anteriormente pelo Contato Radar, era prevista a suspensão dos voos comerciais na Argentina até o mês de setembro, porém, as operações não devem retornar na data prevista.

Após companhias aéreas cancelarem os voos programados para setembro, o ministro dos transportes argentino, Mário Meoni, excluiu qualquer possibilidade de retorno de voos domésticos programados para a partir do dia 1º de setembro.

De acordo com o ministro os voos continuarão restritos, porém, é esperado que haja o retorno das operações comerciais nos próximos 60 dias. Os voos comerciais de passageiros estão proibidos desde o final de março, quando a situação da pandemia se agravou em todo o mundo.

Os voos comerciais continuarão sendo restritos, infelizmente. Esperamos que haja um retorno no transporte nos próximos 60 dias, para o qual a opinião do sistema público de saúde e de cada um dos governadores é fundamental.

Disse Mário Meoni.

O ministro acrescentou ainda que os futuros passageiros serão obrigados a utilizar um aplicativo que permitirá localizá-los nos locais que visitam. A medida visa ter “rastreabilidade” dos turistas que estiverem no país.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta